Acabou o estado de emergência, o confinamento foi aligeirado e está na hora de ir lavar o seu carro. Porém, atenção!, lavar o carro por vezes é mais um problema que uma bênção.

 

Lavar o carro, quando é novo, é uma tarefa que todos gostamos de fazer e empenhamo-nos com todo o vigor. Com o tempo começa o desleixo e depois é como limpar a casa de banho, tem de ser feito, mas acabamos a pagar a alguém para o fazer.

Ora, lavar o carro é fundamental para manter a pintura, mas se não for feito da forma correta, pode arruinar essa mesma pintura. Siga os nossos conselhos e tudo vai correr bem!

O que deve fazer!

Se o levar o carro até uma lavagem daquelas tipo “Elefante Azul” leve a sua própria esponja, pois na maior parte dos casos, as escovas estão desgastadas e pode riscar a pintura.

Escolha a melhor altura do dia para lavar o carro: manhã cedo, ao fim de semana, é a melhor altura. Lavar um carro quando o sol está a pino, faz mal à pintura e deixa o carro cheio de manchas.

Tenha no seu carro, sempre, um pano com um detergente que não ataque a pintura. O primeiro para tirar humidade dos vidros, os segundos para limpar os dejetos de pássaros. A agressividade química dos dejetos dos pássaros estraga a pintura. Pode não ser á primeira, mas com mais um par deles e o verniz vai começar a saltar.

No final da lavagem, limpe a carroçaria com uma camurça, não deixe secar. Evita as manchas e ferrugem no futuro.

O que não deve fazer!

Quando for lavar o carro, não use casacos com fechos ou peças metálicas ou cintos. Cedo ou tarde, vai fazer um belo arranhão na pintura e ainda vai pensar que foi algum vizinho chateado consigo. Já agora, não use anéis na lavagem: protege o carro e as suas joias, pois com a água, os dedos mirram e pode o anel saltar sem dar por isso.

Não deixe o seu carro a lavar numa área de serviço ou numa garagem, sem conhecer quem o vai lavar. Pergunte quais são os produtos, pois com o tempo pode acontecer algum infortúnio.

Evite lavagens automáticas em que as escovas são guiadas por laser, têm a tendência para desafinar e podem riscar o carro. As que têm sensores de toque são melhores.

São conselhos simples que podem ajudar a prolongar a vida da pintura do seu carro.

 

Fonte: Auto+