Os grupos BMW e Daimler selaram o seu acordo de parceria para o desenvolvimento de tecnologias de condução autónoma ou de assistência ao condutor no sentido de incrementar o ritmo de implementação desses sistemas e a redução dos seus custos.

Ao abrigo deste acordo de parceria, as duas companhias vão colocar cerca de 1200 funcionários em trabalho conjunto, tendo por objetivo o desenvolvimento de tecnologias de condução autónoma que possam ser aplicadas nos veículos de produção em série já em 2024, havendo ainda outras conversações em curso para a extensão de parcerias noutras áreas, sobretudo nas zonas urbanas.

As tecnologias de condução autónoma que as duas marcas vão preparar são de nível 4, ou seja, permitindo já que o condutor se relaxe das suas tarefas ao volante, enquanto o veículo assume o controlo, embora seja de prever que estas funções apenas sejam ativadas em locais delimitados ou se as condições assim o permitirem.

Além disso, tanto a BMW como a Daimler garantem que os resultados desta parceria não são ‘fechados’, abrindo assim a porta a outros fabricantes que queiram tirar partido destas tecnologias sob licença de fornecimento.

Os dois grupos trabalharão nas suas respetivas bases nevrálgicas, quer no campus de condução autónoma da BMW, perto de Munique, como nos centros de Sindelfingen e de Immendingen da Daimler. Do esforço conjunto deverão surgir novas arquiteturas para os sistemas de assistência, como sensores e unidades de controlo e de análise mais avançados.

 

Fonte: Motor 24