A Autoeuropa prolongou a suspensão da produção na fábrica de Palmela até dia 12 de abril. Até lá irá produzir equipamento médico que escasseia na linha da frente da batalha contra o coronavírus.

 

Um grupo de voluntários da fábrica da Autoeuropa está a produzir material médico para doar aos hospitais portugueses. Os trabalhadores receberam carta verde da empresa para a utilização dos equipamentos de impressão 3D disponíveis na unidade da Volkswagen, em Palmela, com os quais estão a fabricar viseiras de proteção que serão entregues aos profissionais de saúde.

“Estamos agora a produzir 100 máscaras por dia e os pedidos têm surgido de norte a sul do país”, explicou ao Jornal Económico o coordenador da comissão de trabalhadores da Autoeuropa, Fausto Dionísio.

No início da crise pandémica em Portugal, a empresa já tinha feito algumas doações de viseiras e fatos aos hospitais de Santa Maria e Curry Cabral, em Lisboa, ao Hospital de São Bernardo, em Setúbal, e ao Hospital Nossa Senhora do Rosário, no Barreiro.

De acordo com aquele responsável, a iniciativa que reunia inicialmente 10 a 15 trabalhadores ganhou adeptos entre os funcionários da fábrica da VW em Portugal, que estão já a produzir viseiras em dois turnos.

Na fábrica de Palmela a produção automóvel deverá manter-se suspensa até dia 12 de abril, altura em que a administração avaliará se estão reunidas as condições para o regresso à normalidade.

 

Fonte: Motor24